quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Momento após momento..até que passe a eternidade!!

Para que a gente possa se assentar e descansar com o nosso Pai ....

Quando eu não consigo sentir...
Quando as minhas feridas não saram...
Senhor, humildemente me ajoelho, me escondo em ti
Senhor tu és a minha vida
Então não me importo de morrer, contanto que eu esteja escondido em ti.
Se eu pudesse só me assentar contigo um pouquinho...se pudesses me segurar, eu sei que nada me tocaria..
Eu preciso que me segures momento após momento até que a eternidade passe...!

Não há momentos assim??
No nosso âmago, a vontade de parar um pouco, sentar um pouco, descansar na presença daquele que sabemos bem...traz um novo fôlego de vida a cada manhã? Entregar o controle...?
Como as folhas agitadas ao vento de um final de tarde...deixando-se levar..
Ouvir a canção... que ecoa no nosso coração nos momentos difíceis e deixar-se embalar pela tua melodia.
Senhor..e cantar quando não estou com vontade de cantar, para assim dar asas a pés de chumbo e tornar fadiga em força!
Quem conhece melhor o caminho do que aquele que já o criou? E quem conhece melhor as armadilhas do caminho do que aquele que já o trilhou?
O pastor é o primeiro a ver quando as ovelhas estão sujas! Mostra-me Senhor o caminho, vê se há em mim, algum caminho mal, abra-me os olhos para que eu possa ver além do óbvio, toma-me pela mão e revela-me os tesouros escondidos na tua palavra.
Lâmpada para os meus pés é a tua palavra!.
Só tenho paz em ti!
Ser cercada por ti de maneira que a segurança impere e eu possa passar os meus dias a olhar para o alto, tranquila, sabedora que todas as coisas colaboram para o bem daqueles que te amam. Saber que o sopro dos opressores que bate como tempestade nos muros, não o derrubará!
Eu preciso que me segures Pai..!
Senhor..me escondo em ti...
Se eu pudesse me assentar contigo e como o amigo mais chegado que um irmão, passar as horas deleitando-me nos teus conselhos, esvaziando a alma...
Pai...perdão por tantas vezes procurar alento nas coisas vãs...!
Se eu pudesse tocar o seu coração...tu sabes o que eu preciso!
Traz a nossa memória Pai..as suas promessas, àquilo que nos dá esperança!.
Momento após momento..até que passe a eternidade....!

O peso do cansaço nos abate, os desapontamentos nos desencorajam, a culpa nos consome. Solidão não é ausência de faces, é ausência de intimidade e posso me sentir sozinha no deserto, mas sei que não estou, porque tu estás comigo; e porque tu estás comigo, tudo é diferente...porque tu me ouves Senhor, será me dado um lugar à mesa.
Não apenas isso. O Senhor me ensinou mais uma vez...e veja que maravilhoso!!..
Somente um dos discípulos não terminou a refeição "naquela noite". "Tendo já o diabo posto no coração de Judas Iscariotes, filho de Simão, que o traísse" (Jo 13.2). Judas começou a comer, porém Jesus não o deixou acabar. Sob o comando de Jesus, Judas deixou a sala. "O que fazes, faze-o depressa...E tendo Judas tomado o bocado, saiu logo. E já era noite" (Jo13.27,30).

Há algo dinâmico nesta dispensa. Jesus preparou a mesa na presença do inimigo. A Judas foi permitido "ver a ceia", mas não lhe foi permitido "ficar lá".

Aleluia!!!!!...

"Será que de Nazaré pode sair alguma coisa boa"??..Pai...quem sou eu, pra que a voz que acalma o mar e impõe limites a ele, fale comigo desde as menores coisas?!

Obrigado Papai...
Obrigado pelo tempo precioso que sempre temos...
Preciso me assentar e descansar.....preciso que me segures Pai..momento após momento, até que passe a eternidade...!




Nenhum comentário:

Postar um comentário